segunda-feira, 11 de abril de 2016

SuperBike - Interlagos abre temporada 2016

Aberta a  temporada 2016 do Superbike Brasil, umas das principais competições de moto velocidade do calendário mundial, na cidade de São Paulo, no Autódromo de Interlagos. As equipes e os pilotos trabalharam duro na pista para os acertos das motos para as corridas nos treinos livres e classificatórios para a grande largada da primeira etapa no domingo (10.04.16).

A pista de Interlagos é conhecida pelo seu traçado seletivo e também por ser uma opção estratégica para o desenvolvimento da competição, por sua posição geográfica no centro do país. Por sua grande importância, Interlagos se destaca na temporada 2016 do Superbike Brasil com a realização das cinco primeiras etapas do campeonato. 

 
Danilo Lewis vence a 1ª etapa da SuperBike em Interlagos
Danilo Lewis (#17), da equipe Tecfil Racing Team, superou todas as dificuldades e venceu a 1ª etapa da SuperBike, prova disputada no início da tarde deste domingo (10), no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Em uma corrida marcada por grandes disputas por posições e definida somente nos últimos segundos, Lewis contou com toda sua técnica e também com uma dose extra de sorte para garantir a primeira posição no pódio e começar com o pé direito a temporada 2016 do SuperBike Brasil.
O final de semana não parecia ser o melhor para o piloto da equipe Tecfil Racing Team. Lewis não participou das sessões livres de sexta-feira, e no sábado, nas classificatórias, começou bem mais lento que os adversários. Porém, conseguiu gradativamente melhorar seus tempos. Na primeira sessão foi apenas o 9º colocado. Em seguida, conseguiu ser o quinto mais rápido e por fim, o terceiro. Já na definição da SuperPole, não foi tão bem e fechou o sétimo melhor tempo.
Para conseguir um bom resultado na corrida, Danilo Lewis apostou numa pilotagem mais agressiva. E deu resultado. Na terceira volta, ganhou uma posição ao ultrapassar José Luiz “Cachorrão” (#51), da Honda Mobil. Na seguinte, saltou para quarto, deixando Diego Pretel (#88) e Maico Teixeira (#36), da Honda Mobil, para trás.

.

--> Na quinta volta, todos os pilotos afrouxaram o punho. O processe de Safety Car foi acionando para a retirada de uma caída na pista. A relargada foi realizada na abertura da 10ª volta e deu início ao momento de maior emoção da corrida. Quatro pilotos passaram a disputar a ponta, com uma distância ínfima de dois centésimos entre eles. Lewis, Diego Faustino (#68), da Honda Mobil, Wesley Gutierrez (#134), da Kawasaki SuperBike Team, e Sebastiano Zerbo (#81), da Alex Barros Racing Team, chegavam na reta dos boxes praticamente lado a lado, e a ordem dos pilotos era definida basicamente pelo tempo de frenagem na entrada do ‘S’ do Senna. Isso se repetiu até 15ª e última volta.
Wesley Gutierrez acabou errando o tempo de frenagem e passou reto numa curva. Agora restavam apenas Lewis, Zerbo e Faustino. E o piloto da Tecfil contou novamente com a uma dose de sorte. Zerbo cometeu um pequeno erro e acabou abrindo caminho para Lewis assumir a ponta. Neste momento, o piloto abriu uma pequena vantagem para Faustino e recebeu a bandeira quadriculada em primeiro. Faustino terminou a prova em segundo, com Zerbo em sua cola – a cinco milésimos – na terceira posição.
--> Diego Pretel (#88) aproveitou o erro de Wesley Gutierrez e garantiu o quarto lugar. José Luiz “Cachorrão” (#51), da equipe Honda Mobil, fechou a lista dos cinco primeiros colocados. Já o bicampeão da SuperBike, Maico Teixeira (#36), da Honda Mobil, não fez uma grande prova e ficou apenas em sexto.
Pela categoria Pro Amador, o vencedor foi Fábio Nallin (#47), da equipe Misano Racing. A segunda posição ficou com Jeferson Marchesin Friche (#6), da HG Motos Racing, seguido por Sharbel El Hajjar (#23), da Tom Racing, em terceiro. Rui Luiz Alves (#78), da Pro Racing Team, garantiu o quarto lugar, logo à frente de Fabrício de Castro (#75), da BH Racing, em quinto.
Na Pro Estreante, Luciano Pokemon (#77), da Pkm Racing, fez uma excelente corrida e faturou a primeira posição. Já Juracy Rodrigues “Black” (560), da equipe Black Day Racing Team, que havia liderado todos os treinos, ficou em segundo. Os dois pilotos brigaram pela liderança até a última volta e Luciano levou a melhor com uma vantagem de apenas um décimo.


Nenhum comentário: