segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

A partir de terça-feira os usuários do transporte público poderam economizar até R$ 107,90 reais com a nova tarifa.

 
Dependendo da quantidade de viagens dos usuários, a nova tarifa pode ser mais vantajosa, mas vale a pena fazer as contas antes de optar por uma das três opções Diária, Semanal ou Mensal.


Por Maurício Maranhão
Fotos: Mauricio Maranhão/Diário de São Paulo/APP
A partir de amanhã, terça-feira 06/01/2015 o transporte público em São Paulo, passa a praticar a nova tarifa, que passa dos atuais R$ 3,00 para R$ 3,50. O cidadão que  carregar o seu bilhete até as 23:59 horas de hoje, vai poder viajar até que acabe os seus créditos com a tarifa antiga de
R$ 3,00 reais e  no caso de integração ônibus/trilhos, R$ 4,65, caso contrario a integração passará para R$ 5,45 reais.



Vantagens do novo sistema tarifário! 

Jessica Vanessa Aparecida da Silva
Foto: Mauricio Maranhão/Diário de São Paulo/APP 

Bilhete diário: R$ 10,00
Bilhete válido por 24 horas.
Só vale a pena para o usuário que utilizar o transporte por mais de 3 vezes dentro das 24 horas, menos do que isso, já não é vantajoso.

  


Ana Paula Padilha
Foto: Mauricio Maranhão/Diário de São Paulo/APP 

Bilhete semanal: R$ 38,00
Bilhete válido por 7 dias.
O bilhete é válido por uma semana com viagens indeterminadas, podendo gerar uma economia de R$ 11,00 a R$ 16,30 reais.



Foto: Mauricio Maranhão/Diário de São Paulo/APP
Bilhete mensal: R$ 140,00
Bilhete válido por 31 dias.
O bilhete mensal será valido por 31 dias, ao custo de R$ 230,00. Neste caso dependendo da quantidade de vezes que o usuário utilizar os meios de transporte, pode chegar a economizar R$ 107,90 reais no período de um mês.


Com a nova tarifa, o vendedor ambulante Damião Teixeira (41),  que trabalha na Rua 25 de Maço no centro da cidade e mora em  São Mateus na zona leste, trabalha seis dias por semana, e disse que ainda vai fazer as contas para saber o que mais lhe convém, mas admitiu que talvez seja melhor ele optar pelo bilhete mensal. Hoje ele e a esposa Maria Leonice Teixeira (28), que trabalham juntos, gastam  R$ 312,00 reais  e se optarem realmente pelo bilhete mensal, farão uma economia de R$ 32,00 reais.   “ O casal disse ainda, que o maior problema é  pagar os R$ 140,00 reais no começo do mês de uma única vez, mas se caso optarem por essa tarifa, o remédio vai ser economizar para fazer esse esforço no começo de cada mês.
Já a diarista Roseleine Moreira (41),  trabalha 4 dias por semana e  gasta R$ 28,00 reais por semana, ou seja R$ 10,00 reais a menos da tarifa semanal de R$ 38,00, nesse caso não compensa e terei que pagar a nova tarifa de R$ 3,50. “ Não tenho como fugir do aumento ”





Passe livre para estudantes!!
Tarifa será reajustada em São Paulo e estudantes terão Passe Livre.
Movimento Passe Livre agendou protesto contra reajuste para sexta em SP.
Terminal Parque D. Pedro II
O governo estadual, mais uma vez chegou atrasado em relação à prefeitura. O projeto de lei para garantir a gratuidade do Metrô e Trem para a Alesp chegou atrasado e assim sendo, não deu para que os deputados aprovassem o projeto antes do final do ano passado, mas o governo Alckmin, garante que será aprovado até o início do mês que vem. 
De qualquer maneira, as pessoas ainda não estão cientes de que a partir de fevereiro os seus filhos contarão com esse benefício.

 Cecilia de Jesus Lopes

"Eu não tinha esta informação, mas é muito bem vinda, vou procurar saber o quanto antes para poder me beneficiar também, meu filho não necessita de transporte para ir a escola, mas de final de semana isso é muito bom para poder sair com ele.  O Pablo de 12 anos, normalmente passa por debaixo da catraca, sempre peço para o cobrador me fazer esse favor, pois, nem sempre tenho dinheiro para pagar as passagens"...

Protestos contra o aumento da tarifa
No meio do ano passado, os governos estadual e municipal anunciaram um reajuste conjunto das passagens de ônibus, trem e Metrô para R$ 3,20. O aumento das tarifas foi a gota d´água qua faltava para uma série de manifestações de estudantes, usuários e vários movimentos sociais pedindo a instituição do passe livre na capital. Várias destas manifestações terminaram em depredações e confrontos com policiais militares. O prefeito Kassab e o governador do estado, acabaram revogando o reajuste anunciado e voltaram para os R$ 3 reais.
O Movimento Passe Livre já marcou novos protestos contra o reajuste da tarifa. A primeira manifestação de 2015 já está marcada para a próxima sexta-feira 09/01/2015 em frente ao Teatro Municipal, no Centro da cidade, às 17h.

MOVIMENTO PASSE LIVRE

CONVOCATÓRIA: PRIMEIRO GRANDE ATO CONTRA A TARIFA!

STOCK PICTURES MARANHÃO IMAGES




Nenhum comentário: